Estatutos
Orgãos Sociais
Actividades
Apoios
Sócios
Inscrição/Quotas
Livraria
Contactos
História
Roteiro
Indice Temático
Indice Analítico
Sala dos Índices
Arquivos Distritais
Bibliografia
Bases de Dados
Paroquiais
Ajuda
Últimas Actualizações
Roteiro Índice Temático Bases de Dados Contactos
Tipo: Fundo    Dimensão: 14 caixas + 1 maço    Datas: 1954-1965
História:
A Sociedade Portuguesa de Escritores foi fundada em 1956, tendo sido os Estatutos aprovados por despacho ministerial em quatro de Julho do mesmo ano. Tinha como finalidade "promover, pelos meios ao seu alcance, a defesa da língua e da literatura portuguesas como património espiritual da nação". O primeiro presidente foi Aquilino Ribeiro seguindo-se Jaime Cortesão, Joaquim Paço d' Arcos, Ferreira de Castro e Jacinto Prado Coelho.

A Sociedade Portuguesa de Escritores fomentou várias actividades entre as quais se contam, cursos, conferências, encontros de escritores portugueses e estrangeiros e atribuição de prémios aos diferentes géneros literários (poesia, teatro, novelística e ensaio) e ainda prémios "revelação" para jovens escritores.
A Sociedade foi extinta em 1965 pelo Governo, devido à atribuição do prémio de novelística ao livro Luuanda de Luandino Vieira, escritor que devido à sua postura ideológica se encontrava em conflito com o governo vigente.
A iniciativa, por parte de vários escritores, para a reabertura desta Sociedade decorreu durante alguns anos, mas só em 1972 foi concedida a homologação da "Associação Portuguesa de Escritores" (escritura notarial em 1973) que sucedeu a Sociedade Portuguesa de Escritores.

Funcionou provisoriamente na Rua do Carmo e na Rua das Taipas, mas foi na Rua da Escola Politécnica n° 20 que teve a sua sede definitiva. Teve duas delegações, uma no Porto e outra em Coimbra.

A documentação foi remetida à Torre do Tombo pela Provedoria da Casa Pia de Lisboa, em 6 de Fevereiro de 1975.
Descrição:
O fundo é constituído, marioritariamente, por trabalhos inéditos, alguns com vários exemplares, de diversos autores (romances, poemas, contos e peças de teatro), e alguns processos de concorrentes aos vários prémios atribuídos pela Sociedade Portuguesa de Escritores.

Inclui o livro de actas da Assembleia (este livro encontrava-se entre a documentação do fundo Serviços de Coordenação da Extinção da PIDEIDGS e Legião Portuguesa), um livro de presenças dos sócios na Assembleia Geral dos escritores portugueses com vista à organização da respectiva Sociedade, com data inicial de 1954, um livro de actas do júri do grande prémio de novela, poesia teatro e ensaio, documentos relativos à homenagem a Jaime Cortesão, regulamentos dos prémios literários, atribuição de bolsas de estudo, um parecer pedido por Garibaldino de Andrade sobre a sua participação num concurso literário promovido pela Câmara de Sá da Bandeira e exemplares da revista Le droit d'auteur referentes aos anos de 1957, 1958, e 1959.
Organização:
A documentação não se encontra organizada.