Estatutos
Orgãos Sociais
Actividades
Apoios
Sócios
Inscrição/Quotas
Livraria
Contactos
História
Roteiro
Indice Temático
Indice Analítico
Sala dos Índices
Arquivos Distritais
Bibliografia
Bases de Dados
Paroquiais
Ajuda
Roteiro Índice Temático Bases de Dados Contactos
Tipo: Fundo    Dimensão:    Datas: 1822-1840
História:
O Banco de Lisboa foi instituído por Carta de Lei de 31 de Dezembro de 1821, como banco comercial e banco emissor, gozando do privilégio de exclusividade, durante 20 anos, da faculdade de emissão de notas. Este privilégio foi confirmado por Carta de Lei de 7 de Junho de 1824. Estava autorizado a fazer as seguintes operações: descontar letras de câmbio e outros papéis de crédito; emprestar sobre penhores e hipotecas; comprar e vender papel-moeda, outros papéis de crédito, ouro e prata; aceitar depósitos, à ordem ou a prazo, de dinheiro de particulares.

Durante o ano de 1822 foram publicados o Regulamento do Banco de Lisboa (25 de Junho) e o regulamento interno (21 de Dezembro).

No ano de 1825 foi aberta uma filial na cidade do Porto.

Por Decreto de 19 de Novembro de 1846 a Companhia Confiança Nacional foi integrada no Banco de Lisboa, passando este a designar-se Banco de Portugal.
História custodial e arquivística:
A documentação apresenta um ex-libris da 'Biblioteca Caeiro da Mata'.
José Caeiro da Mata (1883-1963) foi administrador do Banco de Portugal a partir de 1922.

Documentação comprada em leilão a 26 de Maio de 1999.
Descrição:
A documentação é constituída por dois livros de actas da Assembleia Geral dos accionistas do Banco de Lisboa.