Estatutos
Orgãos Sociais
Actividades
Apoios
Sócios
Inscrição/Quotas
Livraria
Contactos
História
Roteiro
Indice Temático
Indice Analítico
Sala dos Índices
Arquivos Distritais
Bibliografia
Bases de Dados
Paroquiais
Ajuda
Roteiro Índice Temático Bases de Dados Contactos
Tipo: Fundo    Dimensão: 34 livros + 34 maços    Datas: 1923-1954
Auxiliares de Pesquisa: L 652
História:
A Comissão Pró-Federação Espírita Portuguesa, eleita pelo Congresso Espírita Português, em reunião magna de 27 de Agosto de 1925, aprovou os estatutos da Federação Espírita Portuguesa que seriam sancionados pelo Governo Civil de Lisboa em 26 de Maio de 1926, ficando oficialmente constituída nos termos da Lei de 14 de Fevereiro de 1907.

A Federação Espírita Portuguesa foi fundada como uma associação de carácter científico e moral. Eram fins desta associação «unir, associativa e .fraternalmente, todos os centros e grupos espíritas de Portugal Continental, Ilhas Adjacentes e Colónias, bem como todos os espíritas portugueses de ambos os sexos, mesmo quando residiam fora de Lisboa ou no estrangeiro, integrando-os na grande corrente neo-espiritualista do pensamento contemporâneo". A Federação Espírita deveria ainda promover a cultura moral, derivada das leis fundamentais do espiritismo, baseada no cristianismo, e estudar o espiritismo sob os aspectos, científico, experimental, filosófico, moral, social, bem como princípios básicos relativos à sobrevivência da alma, reincarnacionismo e lei da causalidade através do karma e comunicação entre incarnados e desincarnados, por intermédio das ciências psíquicas. A Federação, organizava cursos de ciências psíquicas, conferências, saraus e editava a Revista de Metapsicologia, órgão oficial da Federação. Criou um laboratório de estudos metapsíquicos e tinha uma biblioteca aberta ao público com uma sala de leitura e empréstimo de livros para leitura externa. Aos sócios admitidos era cobrada uma quota mensal. A Federação era constituída por uma Direcção, um Conselho Fiscal, uma Junta Consultiva, um Conselho Superior Deliberativo e uma Assembleia Geral.

A sede da Federação teve a sua primitiva localização na Travessa André Valente, em Lisboa, transitando depois para a Rua da Palma e posteriormente para a Rua de S. Bento.
Descrição:
Documentação constituída pelos livros de actas do conselho fiscal, corpos gerentes, conselho superior deliberativo, comissão técnica e assembleia geral, correspondência recebida e expedida, registo e processos de sócios, regulamento e documentos de tesouraria. Inclui documentação referente à comissão de solidariedade, ao laboratório de meta psicologia e à revista de metapsicologia.
Inclui uma publicação oferecida à FEP pelo respectivo autor (ex. 15, n°. 75).
Organização:
A documentação não está organizada. No entanto, encontra-se agrupada, na sua maior parte, pela proveniência ou pela tipologia documental, tal como à data da sua aquisição. Não tendo ainda sido possível o tratamento arquivístico, procedeu-se apenas à verificação da relação que acompanhava a documentação e à sua numeração, carimbagem e acondicionamento.